segunda-feira, 17 de julho de 2017

Um VW a ar que está mais raro a cada dia

Quando eu me deparei com esse vídeo nos meus sugeridos do Youtube, parei para pensar como é que, em meio a mais de 700 posts, eu nunca tinha falado desse carro que se tornou tão raro e que é tão interessante. Ainda que hoje ele não seja (e já fazem muitos anos) refrigerado a ar, com certeza carrega um pouco da essência do conjunto mecânico que foi responsável por consolidar a Volkswagen no mundo.  Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Por diversas vezes aqui no blog eu já disse o quanto admiro a versatilidade de plataforma VW a ar. No entanto, hoje eu queria ser um pouco mais específico falando da versatilidade da mecânica aircooled da VW que, além de ter sido mantida em todos os modelos que nasceram da plataforma do Fusca, também foi adequada a modelos que tinham concepções de construções muito diferentes. Um exemplo excelente para evidenciar essa versatilidade foi o Gol BX. O Gol, como boa parte das pessoas sabem, nasceu portando o motor VW a ar herdado de nosso querido Fusquinha. Além dele, existiram as (hoje raríssimas) Saveiro BX, ou seja, Saveiros da linha quadrada com motor VW a ar. O mais legal é que a configuração desses carros era interessante: O motor era dianteiro e o câmbio foi adequado para essa necessidade.
As Saveiro BX, assim como as diesel são bem raras aqui no Brasil. Eu mesmo só vi uma ao vivo até hoje. Algumas delas com o passar dos anos foram convertidas para AP, mas ainda existem alguns exemplares com um alto nível de originalidade.
O vídeo que vocês veem ao final do post vem lá do canal do Willian Comercial no Youtube. Nele, Willian mostra de uma forma bastante breve sua recém adquirida Saveiro BX 1984. Segundo os comentários, ele comprou o carro para restaurar e, como aparece no vídeo, é um exemplar de bastante potencial. Algo interessante nesse carro em particular é o uso da carburação simples, muito comum nos primeiros Gol BX que utilizavam motor 1300.
Veja:


6 comentários:

  1. Muito inteira essa Saveiro "a ar", pelo que dá pra ver no vídeo são pequenos detalhes para deixa-la nova outra vez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, são poucos pontos a serem trabalhados no carro para que ele fique 100%. A maior vantagem é que mesmo esta Saveiro BX sendo um carro raro, dá para se ter tudo em matéria de peças, acabamentos e tudo mais...

      Excluir
  2. É mesmo... eu não tinha pensado nisso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No motor e no câmbio ,tudo é compartilhado do Fusca. Suspensão, freios e direção, são herdados do Gol. Idem para acabamentos internos e lataria. E da cabine para trás, ela é igual a uma Saveiro quadrada mais nova. É um carro muito acessível para ser restaurado.

      Excluir
    2. Então está fácil pra deixar essa Saveiro em pé de novo, ainda mais no Sul do país onde costumam ter carros e acessórios raros.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!