sexta-feira, 17 de março de 2017

Uma solução antiga para se instalar um filtro de óleo em motores VW a ar

Com certeza esse assunto que integra o post de hoje é muito válido e não será possível falar de todas as possibilidades e detalhes dele em apenas uma publicação. Com o passar dos dias, pretendo escrever mais um post de abordagem parecida para falar das aplicações mais recentes que também tem uma solução muito prática. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos, práticos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todos nós temos hoje em dia. Além disso, também há o meu canal no Youtube, que você também pode se inscrever por um botão que também está aqui a sua direita. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui que é para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com uma certa "queda" pelos Volkswagen refrigerados a ar.
A ideia para escrever o post de hoje veio de uns dias atrás quando eu me deparei com essa propaganda que aparece ao final do post e, em virtude de vê-la quando estava no celular, não consegui salvá-la. Posteriormente, uma das primeiras coisas que tentei fazer foi localizar essa propaganda, mas não a encontrei. Desta feita, eu fiz uma pesquisa no Google e, juntamente com a propaganda, achei as fotos que aparecem em seguida e que podem ser alguns parâmetros para quem quiser fazer algo parecido.
Quando nós paramos para analisar o funcionamento do motor e todos os "setores" que atuam para que ele ande "redondinho", uma das coisas mais importantes a se observar é o sistema de lubrificação. Um motor limpo, bem lubrificado e com um lubrificante de qualidade com certeza terá um desgaste menor e um ronco muito mais uniforme do que um que, por exemplo, posterga as trocas de óleo. No entanto, o bom funcionamento do sistema de lubrificação não é dependente somente de uma bomba de óleo 100% operante, um lubrificante bom ou até mesmo o projeto de todo o "circuito do óleo", mas também da maneira com que este lubrificante é filtrado para que o motor sempre esteja limpo. Como nós sabemos, o componente no motor do Fusca que é responsável por filtrar o óleo lubrificante é a popular "peneirinha" montada juntamente a tampa do cárter e com ligação direta ao pescador da bomba de óleo.
Com o passar dos anos, esse sistema da peneirinha pôde provar a sua eficiência em virtude da durabilidade dos Fusquinhas. A própria fábrica recomendava (sabiamente) a limpeza da peneirinha quando da troca de óleo. Mas, em contramão em relação a solução adotada pela VW no motor boxer, muitos motores da mesma época tinham uma solução mais prática que era o uso do filtro de óleo propriamente dito que, cá para nós, é mais eficiente. Desta feita, muita gente que montou ou monta motores VW a ar busca a instalação de filtros de óleo em seus projetos. Depois de muitos anos (não sei exatamente quando isso foi implantado), a VW começou a usar em alguns motores no exterior um filtro de óleo com uma bomba que permitia a instalação do filtro. Um exemplo dessa aplicação são os Fuscas mexicanos Ultima Edicion, os últimos fabricados no mundo.
Hoje em dia é muito fácil se fazer uma instalação dessas, visto que existe uma grande variedade de bombas de óleo e outras peças que permitem esse upgrade. Mas antigamente não era bem assim. Visto que essa melhoria é bastante interessante e muitas pessoas poderiam buscar fazê-la, a Fram, tradicional fabricante de filtros automotivos desenvolveu um kit de filtro de óleo para os motores 1200. Para a época, essa solução era simples, mas muito funcional.
Nessas alturas do campeonato, você pode estar se perguntando o porque de utilizar um filtro de óleo em um motor desses. Pois bem, a aplicação de um filtro de óleo nesses motores é muito válida por permitir uma melhor filtragem do lubrificante e logo, uma maior durabilidade ao motor. Vale ressaltar (ainda que a propaganda não fale nada sobre) que é sempre recomendado utilizar uma bomba de óleo de maior vazão (com engrenagens maiores) em uma aplicação dessas. No motor 1200 isso é praticamente impossível pelo fato da bomba de óleo ser diferente em relação aos motores mais recentes.
Ao final do post você verá a propaganda da FRAM e após ela fotos de vários motores com essa aplicação ou alguma muito próxima, inclusive em motores com a carcaça "mais moderna". No próximo post sobre, eu falarei dessa melhoria e de como ela é feita nos dias de hoje.
Veja:












8 comentários:

  1. Inclusive, lá na gringa, tem um sistema de tubulação de óleo do motor que aproveita a própria refrigeração do motor do Fusca para refrigerar o óleo, é uma espécie de espiral que fica bem atrás da ventoinha do motor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma ideia de post que eu tenho faz tempo mas ainda não consegui colocar em prática é falar sobre o sistema de lubrificação HVX em motores VW a ar. Até onde sei não há nada escrito sobre o assunto em português, fora alguns vídeos que o Tonella cita o assunto.

      Excluir
    2. Um sistema desses combinado com a solução que o Tonella deu para o Fusca do reverendo seria perfeita.

      Excluir
    3. Sim, seria uma possibilidade interessante. Na verdade, eu particularmente gosto bastante do filtro integrado a bomba ou do suporte montado numa peça que permite você deixá-lo bem próximo a bomba prendendo o suporte nos prisioneiros que sustentam o escapamento. No próximo post sobre esse assunto, eu quero falar exatamente desses tipos de soluções...

      Excluir
    4. Eu ia falar justamente nisso, mas não tinha certeza se realmente o filtro era integrado a bomba mesmo.

      Excluir
    5. Algumas bombas usam o filtro integrado e outras não. Depende muito da aplicação e do espaço que sobra ali na região em que a bomba é montada...

      Excluir
    6. Pelo menos aqui no país, a maioria dos filtros de óleo que são instalados nos Fuscas, são integrados a bomba, tem um "braço" que fica bem na frente das engrenagens da bomba que suporta o filtro.

      Excluir
    7. Sim! Aliás, esse para mim é o sistema mais eficiente em virtude de ter um número menor de componentes. No entanto, muitas vezes o escapamento (o original é um ótimo exemplo) impede a instalação de um filtro por questão de espaço, obrigando a utilização de um filtro com suporte em algum outro lugar e conexões com mangueiras (ou aquelas Aeroquip) até a bomba.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!