quarta-feira, 22 de março de 2017

Ajuste dos trincos da porta do Fusca e lubrificação da máquina de vidros

Com certeza esse é mais um post que pode servir para você naquele momento que as portas do seu VW a ar não fecham direito ou até mesmo se a máquina de vidro do seu clássico não sobe ou desce os vidros como você gostaria. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos, fáceis e descomplicados. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, também a sua direita há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde vem muitas novidades em um futuro muito próximo. Clicando nesses botões, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e permite que mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com aquela admiração especial por todos os Volkswagen refrigerados a ar.
Durante toda a nossa vida, nós sempre encaramos diferentes desafios que geralmente são condizentes às fases que temos de passar durante toda a nossa jornada. Quando somos crianças, tudo parece muito simples e as fases do jogo da vida são sempre encaradas como um grande divertimento (como eu disse em um post de poucos dias atrás), já quando a adolescência e a idade adulta chegam, nós notamos que precisaremos esticar um pouco as pernas para escalar as pedras que nos foram atribuídas no meio de nossa estrada. No entanto, depois de tantos anos, batalhas e uma grande diversidade de fases que tivemos, podemos ter algum tipo de dificuldade em encarar os desafios se não tivermos o devido cuidado que já se faz necessário (pela idade) ao enfrentá-los. Pois bem, no mundo das máquinas e de tudo aquilo que não tem vida (ainda que os Fuscas sejam altamente temperamentais) isso também é presente e está explícito em algo totalmente aceitável na vida de um carro: O desgaste de peças. Conforme o tempo vai passando, as peças de um veículo vão tendo um desgaste que pode chegar ao ponto de fazer com que um determinado componente fique impossibilitado de cumprir a sua função. Por esse motivo, é sempre necessária uma manutenção rigorosa em qualquer veículo, mas sem dúvida deve ser dada uma atenção especial a todos os carrinhos que contam com um pouco mais de idade.
A imagem e os vídeos de hoje relatam um problema muito comum nos Fuscas em virtude de sua idade: As portas nem sempre estão alinhadas, não fecham direito ou pior: Resolvem abrir do nada quando se faz uma curva ou se passa por alguma irregularidade na rua. Esse problema geralmente se resolve fazendo o alinhamento do batente da porta ou até mesmo fazendo a troca desse componente que é bem barato e fácil de encontrar, como vocês verão em um dos vídeos.
Outro problema muito comum é que, depois de algumas décadas, as máquinas de vidro de seu VW a ar não trabalhem com toda aquela eficiência que se espera. Para que esse problema seja resolvido (ou amenizado) geralmente é necessária uma lubrificação no conjunto para que ele atue de forma mais suave.
A imagem que você vê ao final do post foi retirada do manual do Fusca 1965, o mesmo que eu já utilizei em outros posts de manutenção. Nela, vocês veem como é feito o alinhamento do batente da porta do Fusca e também como pode ser feita a lubrificação na máquina de vidro. Seguido disso, vão três vídeos do Tonella (que dispensa quaisquer outras apresentações e comentários quanto a fantástica qualidade de seu trabalho) que mostram, respectivamente, o alinhamento das portas e a montagem e desmontagem completa das portas do Fusca para essa e outras manutenções em todo aquele conjunto.
Veja:









3 comentários:

  1. Tonella mexeu na porta do Fusca e agora cade o chinelo?? rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse um Crocs a preocupação seria maior...hahahahaha

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!