terça-feira, 25 de abril de 2017

O resultado da tampa do cárter otimizada

Quando eu bato na tecla que abrange o conceito da otimização, é exatamente disso que eu estou falando. O post de hoje com certeza pode trazer uma ideia para muita gente e, logicamente, vem como um complemento à aquele que escrevi há alguns dias tratando desse componente refinado pela primeira vez. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita, bem rápidos e fáceis. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades aparecerão em um futuro muito breve para somar com alguns vídeos que lá já existem. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Há algumas semanas atrás eu ouvi de um professor da faculdade em uma matéria que abrange todos os conceitos de motores uma célebre frase que se adequa perfeitamente ao tema de hoje. O professor disse que nós precisamos ter sempre muito respeito pelo projeto original de um carro, por exemplo, mas nós também podemos ter um olhar crítico e que nos aguce a mostrar melhorias. Todos nós sabemos das várias qualidades que o motor VW a ar tem, mas se nós enxergarmos o projeto como algo plausível de melhorias, podemos alcançar resultados em regulagens e eficiência dos clássicos bem mais interessantes.
O vídeo que aparece ao final do post vem lá do canal do meu amigo Gelson. Como prometido, cá estou eu postando o vídeo do resultado da tampa do cárter otimizada que ele mandou fazer para a sua Brasília e eu simplesmente achei genial. Essa solução (que você pode conferir no outro post que fala dessa tampa que conta com inúmeras melhorias em relação à original) adotada pelo Gelson pode ser aplicada em qualquer VW a ar, mas eu particularmente a considero importantíssima em veículos que rodem em estradas de terra ou terrenos difíceis em virtude da construção mais robusta e das "bordas" da tampa serem maiores. No universo desses motores que tanto gostamos, a aplicação em buggys ou gaiolas é muito bem vinda.
Ainda nesses minutos, o Gelson mostra e enfatiza a necessidade da troca dos prisioneiros originais por modelos mais longos para a instalação da tampa e ainda nos mostra os resultados das regulagens de sua Brasília. Além disso, é mostrado o resultado prático de um óleo que cai muito bem aos motores VW a ar.
Fica aqui mais uma vez a minha recomendação para que vocês se inscrevam no canal do Gelson. O link e está e sempre estará aqui a sua direita.
Veja:



7 comentários:

  1. Concordo com oque você ouviu do professor sobre o respeito com o projeto original e a possibilidade de fazer melhorias, ai entra uma questão que eu já ouvi nos vídeos do professor Tonella.
    Em muitos casos o projeto original foi desenvolvido pensando na economia de tempo e custos na produção, deixando um pouco de lado
    a preocupação com o refinamento e a qualidade de uma peça e é aí que nós podemos ter um olhar critico, pensando em melhorias que não comprometem em nada o funcionamento original de um conjunto mecânico, seja comprando peças de qualidade superior ou desenvolvendo dentro das nossas possibilidades algumas coisas que possam melhorar o projeto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo apoio, é uma honra ver minhas rastrelagens sendo compartilhadas aqui.

      Excluir
    2. Perfeita a sua colocação, meu amigo Gelson. Essas melhorias que foram aparecendo com o passar dos anos só enriquecem o projeto se feitas com bom senso como todas essas que você já desenvolveu. O prestígio de escrever um post desse é muito grande. Obrigado pela parceria!

      Excluir
  2. Se o caboclo que fez esse tampão do óleo resolver vender, vai ganhar muita grana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu com um Fusquinha com certeza seria cliente.

      Excluir
    2. Sem dúvida eu também, mas o Gelson me respondeu no You Tube que o cara só não faz porque não tem tempo para produzi-las em massa.

      Excluir
    3. Se ele topar fazer algumas unidades e anunciar com certeza venderia muito bem.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!