Ignição eletrônica no distribuidor original

sábado, 28 de setembro de 2019

Fusca 1973: As cicatrizes são apenas um pedaço de sua história

Talvez os amigos não tenham ideia do quanto eu estava querendo mostrar esse Fusca aqui no blog, e faz muito tempo. Por muitas vezes eu vi esse carro em circunstâncias onde eu não podia fotografá-lo, e a vontade cada dia aumentava visto que é um exemplar que tem sua beleza evidenciada exatamente em pontos que podem "desmerecer" um Fusca em perfeito estado: As cicatrizes. Se você já está me dando a honra da visita, não deixe de dar aquele like bacana na página do Facebook e de seguir o blog também. Desta maneira, você fica sabendo de tudo o que rola aqui no blog, visto que sempre há um post novo todos os dias. Os botões de curtir e seguir estão aqui a sua direita para quem acessa pelo PC e logo ao final desse post e de seus comentários para a versão destinada aos dispositivos móveis de maneira rápida e fácil. Para seguir o blog é necessária apenas uma conta do Google, coisa que todo mundo tem hoje em dia. Além disso, a sua direita também há um botão para que você possa se inscrever em meu canal do Youtube, onde muitas novidades vem aparecendo para somar com alguns vídeos que lá já existem, visto que já apareceram os primeiros vídeos voltados aos carros antigos. Você também pode ficar sabendo quando há um post novo cadastrando seu e-mail para ser notificado. Além disso, não perca a oportunidade de conhecer a Ignição Eletrônica para distribuidores a platinado a venda através do blog. Clicando nesses botões e dando essa forcinha, você está prestigiando o blog de uma das melhores maneiras possíveis para que ele continue crescendo e mais pessoas possam conhecer todo o conteúdo que é postado aqui para todos aqueles que, assim como eu, são apaixonados pelo fantástico mundo do antigomobilismo com admiração pelo incrível universo dos Volkswagen refrigerados a ar.
Com o passar do tempo e com muitas mudanças na cultura voltada aos automóveis de forma geral, uma coisa que observo com frequência é que as pessoas adotaram um padrão (ou padrões, estilos) do que é ou não um carro bonito, esquecendo-se daqueles que dentro da normalidade trazem o que nenhum carro "de vitrine" é capaz de oferecer: As marcas do tempo. Exatamente por elas que eu sempre achei esse Fusca que apresento a vocês um carro MUITO legal.
As fotos que vocês veem ao final do post foram tiradas por mim no decorrer dessa semana. Nelas, aparece um Fusca 1973 que sempre fica parado nessa rua que é próxima de casa e que faz parte de um dos meus trajetos rotineiros. Por várias vezes eu já tinha visto esse Fusca (inclusive em outros pontos do bairro ou trafegando no trânsito) mas nunca tinha chegado perto para fotografar, pois geralmente estava dirigindo e não dava tempo dada a fluência do trânsito. Nessas fotos, observa-se que é um Fusca longe de ser totalmente original ou de conservação impecável, mas sim um carro que carrega consigo uma pintura de muitos anos com vários pequenos ralados e amassados que, após os incidentes, foram ganhando oxidação nos pontos onde a tinta se perdeu. Isso mostra que é um carro que foi extremamente usado e, que ao que tudo indica, ainda é usado diariamente "sem pestanejar". Mais uma prova do quanto esse carrinho é resistente. Algo que me chamou muito a atenção nesse carro foram as calotas pintadas de prata: Ao que tudo indica são das Kombis mais novas e, para o estilo do carro, casaram perfeitamente.
Isso sim é um Fusca raiz!
Veja:



5 comentários:

  1. Eu gosto dos Fuscas com rodas de 5 furos, mas esses de 5 furos também ficam muito bem com rodas modernas de 4 furos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, eu curto muito os modelos com cinco furos. No entanto, esse ficou muito legal e, por incrível que pareça, as calotas "opacas" casaram demais com ele.

      Excluir
    2. Um Fusca assim é ideal para andar no dia a dia.

      Excluir
    3. Exato. Simples, honesto e funcional!

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo!